Neurociência do Feminino

 

Identidade e integração nas relações afetivas

As neurociências têm apresentado, em várias de suas áreas, resultados significativos de pesquisas sobre as diferenças entre os cérebros masculino e feminino, que permitem a criação de processos de intervenção terapêutica para a conscientização e até mesmo eventual mudança da estrutura de identidade.

O processo psicológico regulado pela fisiologia do feminino tem características que o diferenciam do masculino, apresentando funcionamento e possibilidades que, quando ignoradas, são fonte de inúmeras dificuldades de comunicação entre os sexos.

Cérebro, sobrevivência, plasticidade, emoções, coletivo versus individual, relações afetivas: a perspectiva feminina como base para a construção e manutenção estável do casal e da sociedade.

Alguns tópicos a serem abordados:

  • Estruturas dos cérebros feminino e masculino;
  • Sensibilidade feminina X razão masculina;
  • Sexualidade masculina X afetividade feminina;
  • Dificuldades de comunicação entre homens e mulheres;
  • Neurociência do feminino e do masculino: oxitocina e testosterona na definição das diferenças cerebrais.
  • A construção, pelo aprendizado familiar e social, da visão feminina e masculina das relações afetivas.
  • A formação da identidade feminina: autoimagem e imagem do masculino.

A forma de apresentação é a de palestra com duas horas de duração ou a de workshop com oito horas efetivas de duração. O formato workshop contém dinâmicas individuais e de grupo.